Ostentando a tentação que é a SUA mulher. (Antigo PÉS E CORNOS)

domingo, 5 de março de 2017

Por que o swing não funciona no Brasil?

(Vizinhos com Benefícios, seriado sobre swing do canal A&E)


Isso é uma pergunta frequente e considero até um insatisfação geral. Aqui no Brasil é difícil ver alguma festa, boite ou rede social swing funcionar sem a presença de solteiros, diferente do que a gente acompanha lá fora, principalmente na Europa.
As pessoas enxergam um problema simplesmente porque estão olhando para o lugar errado. É super comum um político anunciar uma medida baseada em algum projeto que deu muito certo lá fora e todo mundo criticar, dizendo que isso não é garantia de sucesso já que nosso povo (e país) é diferente, que na verdade deveria adaptar. Terno é outro exemplo. Quando passa um rapaz de terno em pleno verão a primeira coisa que a gente pensa é no quanto isso é inapropriado para o nosso clima, o quanto ele está sofrendo. Na Europa tudo bem, mas aqui terno no verão é desumano, é necessário pensar em alguma adaptação.
Seguindo o mesmo raciocínio falo do swing. Não da para achar que algo surgido em outra cultura vai funcionar aqui sem alguma adaptação. Na Europa as pessoa pensam diferente, agem diferente e sofrem pressões diferentes. Eu vou explicar.
A Inglaterra possui casas de swing frequentadas apenas por casais e ninguém fica com um repelente de solteiros fazendo uma ação agressiva contra eles, eles simplesmente não fazem parte da rotina. O mesmo acontece em quase todo o continente, principalmente nos países mais ao norte. Para um casal holandês, sueco ou norueguês o swing não representa um grande tabu, é apenas mais uma coisa que fazem em casal. Isso já não é verdade nos países latinos, onde o machismo está presente dando um sabor totalmente especial. Antes do chilique adianto que não estou fazendo apologia ao machismo e muito menos um discurso feminista, mas é inegável que no Brasil uma mulher promiscua é considerada vagabunda e o homem comedor. Aqui a mulher sofre muito quando toma chifre, mas o homem, além de tudo, é humilhado, vai sofrer com isso o resto da vida, fica marcado, seus amigos vão zoar, colocar apelidos, é bem mais complicado.
Dito isso fica mais fácil entender o porquê do nosso swing ser tão desfigurado a ponto de quase se confundir com o ménage masculino. Fazer swing para um Holandês é realizar a troca e curtir uma novidade, mas para um brasileiro, que tem o machismo na alma, a coisa ganha contornos totalmente diferentes no momento em que ele percebe que está sentindo muito mais tesão vendo a mulher dele com outro do que comendo uma pessoa diferente. Não da para competir! A injeção de adrenalina é muito maior! Estamos em um país latino, para o homem ser corno é um tabu muito maior do que cornear. Coisa que não acontece na Europa.
Por outro lado temos as mulheres. Nos países latinos elas são pressionadas a estar sempre bonitas, femininas, aprendem que uma mulher de verdade deve bastar para o marido e que ciúme é sinônimo de amor. Fora a questão da fama, uma brasileira tem que se dar o respeito para não ficar marcada como puta, afinal, ninguém namora puta. Ai vem o swing, ela pode se vestir de forma mais ousada e transar com outros caras sem se preocupar com julgamentos, isso seria o paraíso se não fosse o problema do marido. Para elas é muito difícil curtir uma troca sabendo que a pessoa que ela ama está tendo uma relação de intimidade com outra mulher, isso não é facilmente digerido por uma latina. Para ela é infinitamente melhor transar com outros caras sem correr o risco do marido ter outra mulher e gostar. Fora que ser o centro das atenções de outro macho mais o marido é a fantasia de muitas.
No fim o que vemos é uma pressão invisível enorme que acaba empurrando o casal gradativamente para o ménage masculino, onde o marido sente mais tesão e a mulher se sente mais confortável. É claro que antes de chegar nesse ponto o casal passa por diversas fases, nem todo mundo enxerga as coisas com tanta clareza, como também é óbvio que existem casais que curtem apenas troca mesmo sendo esses uma minoria. O mesmo machismo que desfigura o swing transformando em ménage deixa o caminho para o amadurecimento mais difícil. É o machismo o grande responsável pelo casais novinhos que entram nesse meio procurando "apenas solteiras" ou "swing sem troca". As pessoas levam tempo até acertarem os ponteiros, e é por isso que depois de um período a gente esbarra com esse mesmo casal procurando solteiros, muitas vezes abraçando o fetiche "cuckold". Parece uma guinada brusca, mas na verdade foi apenas o tempo necessário para a aceitação.

26 comentários:

  1. o cara partiu de posts de putaria pra fazer discurso feminista, puta que pariu.
    bem, esse blog já tava ficando uma merda mesmo, ótimo incentivo para não voltar mais, tchau!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai tarde amigo. Burrinho vc hem. Vaiiii

      Excluir
    2. Esse Atlas é um babaca Jumento. Vai virar no Bolsonaro com certeza. Lixo...

      Excluir
    3. Ola!
      pelo que sei, ninguém é obrigado a entrar nesse blog. e nem muito menos permanecer.
      esse BLOG esta longe de ser o que comentou, pelo contrario é um dos melhores do gênero, de muito bom gosto do ADM as postagens. e essa não esta diferente.
      parabéns ao adm pela postagem.

      Excluir
    4. Vou votar no Bolsonaro mesmo. E você vai votar no Lula né? Seu vagabundo pilantra.

      Excluir
    5. Caro Atlas, não consegui entender o que veio fazer aqui mas imagino pela sua reação que seja um homem muito jovem e imaturo que pensa que um Blog para cornos é um bom local para encontrar uma foda fácil. Ao perceber que não é, que para conseguir algo é preciso ser um homem experiente, disposto ao jogo do casal, e que para isso teria que entender, estudar e outras coisas que não é capaz, se frustrou. Para qualquer um que entra aqui pela proposta do Blog (e outros similares) o texto é de alguém que pensou numa questão com certo cuidado e profundidade. Também não concordo com todos os argumentos mas é no mínimo inteligente. Guarde o texto por alguns anos e verá que quando crescer muda de opinião.

      Excluir
  2. Tem gente que pensa só em bater punheta, e acha que ser contra o machismo ta sendo feminista. Por isso esse país ta na merda, ninguém sabe interpretar um texto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é isso amigo. esta certíssimo!! deve ser mais um destes que abrem as imagens e ficam na punheta. kkk

      Excluir
  3. Discordo totalmente.
    Somos swingers, e curtimos principalmente troca, mas temos maturidade para aceitar qualquer tipo de sexo que tenhamos tesão ou vontade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é admissível.
      não necessariamente tem que optar em menage masc.
      nós somos exatamente o que o texto relata.
      minha esposa jamais sentiu prazer ou ficou a vontade em me ver com outra mulher.

      Excluir
  4. Bom discordo em partes pois quem a do mundo liberal e frequenta casas e tem amigos do meio conhece melhor a realidade porem, porem ,porem do ponto de vista de blogger e mais conveniente este tipo de postagem afinal maioria de leitores de blogs "cuckold " e acompanhados por iniciantes ou por maridos que ainda nem tomaram coragem de dizer a esposa o desejo de ve-la com outro o que traz sentido a postagem dele porem com o tempo você escolhe o grupo que quer pertencer dentro do mundo liberal e percebe que não existe apenas aqueles relacionados a extrema putaria e humilhação ( quase um BSDM) como existe na maioria dos blogs e conhece assim como eu conheci uma margem enorme de maridos e esposas que tem um amigo que sai com eles esta em diversas fotos de familia a esposa nem sequer usa um biquini micro não critico negativamente essa postagem ela e coerente para iniciantes e para a galera que ta começando que entra aqui cheio de tesão imaginando um post que ele possa imaginar a esposa na mesma condição e pra quem e do mundo liberal e frequenenta os blogs sabe que aqui as coisas ainda são leves nao tem bsdm nao tem hotfamily sendo um assim um blog coerente e bom de ser visistado apenas uma opinião aceito ideias contrarias abraços( amigoodecasal@hotmail.com)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. parabéns pela suas palavras! certamente deve ser uma ótima cia para um casal.

      Excluir
    2. lendo o textoe os comentários, quero aqui deixar o meu parecer. antes disso dizer que nosso maior desejo é o cuckold.

      " para o homem ser corno é um tabu muito maior do que cornear." MUIIIIIITO MAIOR. SÓ EU SEI COMO É DIFÍCIL TER AMIZADES VERDADEIRAS E FALAR SOBRE ISSO NA REAL.

      " é inegável que no Brasil uma mulher promiscua é considerada vagabunda e o homem comedor." ISSO NÃO É UM MACHISMO?

      "Para elas é muito difícil curtir uma troca sabendo que a pessoa que ela ama está tendo uma relação de intimidade com outra mulher, isso não é facilmente digerido por uma latina. Para ela é infinitamente melhor transar com outros caras sem correr o risco do marido ter outra mulher e gostar. Fora que ser o centro das atenções de outro macho mais o marido é a fantasia de muitas. ESSA PARTE É SEM DUVIDA A QUE MAIS SE ENQUADRA COM A GENTE. MINHA ESPOSA SEMPRE FOI MUITO OBJETIVA EM DIZER QUE JAMAIS SONHOU OU SENTIU PRAZER EM ME VER COM OUTRA MULHER, E QUE DA MESMA FORMA JAMAIS PERMITIRIA EU SAIR COM OUTRA MULHER ETC. LOGO É UM DIREITO DELA A QUAL RESPEITO MUITO. E TAMBÉM ACHO QUE A MULHER GOSTA DE SE SENTIR O CENTRO DAS ATENÇÕES DE OUTROS MACHOS. POR ISSO SEMPRE MUITO BEM VESTIDA, SEX E PROVOCANTE EM TODAS AS OCASIÕES, SEJA FAMILIAR OU QUANDO DAMOS AQUELA SAIDINHA.
      DIGAMOS QUE DE UM JEITO QUE OS HOMENS PENSEM ""ai tem jogo"


      Excluir
  5. Só sei de uma coisa. Ser corno deve ser bom demais. To louco pra ser corno do meu amor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É BOM DEMAIS. VAI VICIAR EM CHIFRES. KKK

      Excluir
    2. Nao vejo a hora de poder ver minha namorada dar pra outro na minha frente. Tenho certeza q vou viciar msm. Vai ser punheta todo dia

      Excluir
    3. Pode crê parceiro kkkkk somos dois!!! E viva os cornos!!!

      Excluir
  6. Tenho tara em ser corno mas também tenho tara em comer mulher de corno... Ou qualquer outra mulher na verdade. Curto comer mulheres diferentes as vezes. Sou só eu que sou assim ou a maioria dos homens que tem a fantasia cuckold não tem vontade de comer outras também?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que é normal amigo, sou cornão assumido, já levei 6 chifres e tenho o maior tesão de comer mulher vadia tb...

      Excluir
    2. Sou assim tbm...sou corno da minha namorada, mas sou loko pra comer vadias tbm, de preferencia novinha!!!rsrsrsrsrs

      Excluir
    3. OLA AMIGO.
      ACHO QUE A MAIORIA DOS CORNOS "MANSO" PREFEREM VER A ESPOSA ENTRANDO NA PICA DO QUE QUE COMER OUTRA MULHER.
      EU SOU FIÉL, NÃO TRAIO MINHA ESPOSA APOR NADA. E NEM MUITO MENOS TENHO VONTADE DE COMER OUTRAS.

      Excluir
  7. Adorei o poste temos que evoluir muito e aceitar e respeitar o desejo de cada um sou um fã desse blogger adoro as postagens adorari conversar com uma mulher ou casal que sejam cigilosos e respeitosos responda aqui que deixo contato

    ResponderExcluir
  8. POXA AMIGO GOSTEI DO TEXTO É BEM ISSO MESMO ESTAMOS MIL ANOS LUZ LONGE DO QUE É PRATICAR O MENAGE PARABÉNS BELAS PALVARAS

    ResponderExcluir
  9. A Internet é um ambiente democrático e seus usuários devem saber conviver com isso. Um ambiente, como esse Blog, com um tema muito moderno e polêmico, sempre estará exposto à participação de gente atrasada, imatura, preconceituosa, ignorante, etc. Assim, aparte a opinião de Atlas que não acrescenta nada, é muito interessante ler que o tema interessa e provoca reflexão, que o Blog não é apenas mais um foto de punheteiros e oportunistas, que há espaço para que os cornos saibam que não são sozinhos, para que se aceitem e aprendam como trazer suas mulheres para essa fantasia, sem culpa ou drama, para que os garanhões comedores aprendam a conhecer e respeitar a fantasia do casal, sua cumplicidade, e ser a terceira parte e não apenas um aproveitador.

    ResponderExcluir