Ostentando a tentação que é a SUA mulher. (Antigo PÉS E CORNOS)

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Carnaval e chifre combinam



Aryane Steinkopf já corneou o marido em rede nacional quando deu uns pegas em outro macho no reality A Fazenda. Ela é o tipo de loira que todo corno manso sonha. Linda, gostosa, safada e ousada. Quem mais subiria no trio e ficaria mostrando o rabo toda hora para a macharada, mandando beijo e coração, tudo na frente do corno manso?


Vai ficar só olhando ou vai chegar?



Jogando coração na frente do corno, carnaval faz isso com as pessoas kkk



sábado, 25 de fevereiro de 2017

Vídeo Nacional: Aquela escapadinha do Bloco



A puta tá doida pra chifra, é carnaval cacete! O bloco tá cheio de macho novinho comendo a vadia com os olhos. Você, um autêntico corno manso, percebe e fica quieto sendo o frouxo de sempre. Depois de umas cervejas ai que ela se solta, pelo clima da festa você já sentiu que não tem vez, a sua sensação é de que ela já até esqueceu que você tá bem ao lado. A putinha só lembra da sua presença na hora de pedir uma cerveja.



Na última vez que você foi comprar cerveja, quando voltou ela não estava mais lá. Mas onde será que essa safada se meteu?


sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Vídeo Nacional: Sra.Casalmodernors do sexlog gozando no pau do amigo




Cochichando com o macho e trepando na frente do marido. Que sentada deliciosa! Essa putinha tem um corpão (o pé é lindo) e ainda fica quicando no cacete do amigo com extrema habilidade, o rapaz nem precisa trabalhar. Ela bota um ritmo gostoso e fica sentando na rola até gozar. Cena linda de se ver.
O destaque vai para a aliança que fica em primeiro plano.


Blog do casal: casadamuitosafada
Contato:  casal.moderno.rs@hotmail.com (enviar propostas com foto)





quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Quase tudo pronto para receber a galera

Quase tudo pronto para os jogos dessa quarta-feira. Cerveja na geladeira, sua mulher terminando os quitutes... será que dessa vez algum amigo safado vai convidar ela para ver o jogo com vocês? Ela vai desfilar muito na frente deles. Só de pensar em ficar com esse shortinho no meio da macharada, sendo a única mulher, a buceta dela enxarca.



terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Cala a boca vadia, vai acordar as crianças!

Já fazia tempo que ela não trepava com outro. Criança pequena em casa complica um pouco as coisas. Mas depois de meses tendo que se virar com o corno ela chegou no limite.
Vocês esquematizaram tudo direitinho, marcaram a foda num horário que as crianças já estão dormindo.
O comedor chega e começa a putaria. Ela trepa com ele sempre tomando cuidado com o barulho. A cadela tá empolgada, finalmente um macho de verdade! O chifrudo auxiliando a foda começa a lamber o grelo da puta enquanto o macho soca a rola até as bolas. Foda-se! É muito tesão! A vadia perde o controle e grita "CORNO, CORNO MANSO" dando aquela gozada na boca do marido e no pau do comedor. Ainda bem que o rapaz atento conseguiu conter a mamãe puta.



Cala boca vadia, vai acordar as crianças!


segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Contribuição: Devido ao sucesso a Dany enviou mais fotos do rabo



Dany é uma cadelinha boqueteira dessas que a gente faz o que quer e depois joga fora. A sorte é que mulher vagabunda sempre arruma um otário para assumir e com ela não foi diferente.
Eu gosto da Dany porque ela é obediente. Sabe aquele tipo de mulher que lambe até a porra do chão se você mandar? Então, ela é assim! Pode bater na cara, esculachar, usar ela igual um objeto que a puta está aqui para isso.


Lembrando que a Dany é VERIFICADA!


Como toda cadelinha a posição favorita dela é de quatro




Pode meter a rola, sirva-se a vontade




Quando eu perguntei para o corno se ela curte dar o cu ele me enviou essa foto.


domingo, 19 de fevereiro de 2017

Relato: Depois de 5 anos finalmente ela concordou

Eu não sou corno, não tenho essa fantasia e nunca passei por isso. Converso muito com casadas e cornos ganhando alguma experiência no assunto, mas no fim nada supera dividir a experiência. Muita gente visita o blog querendo ser corno (ou cornear) mas não sabe como fazer acontecer. Temos um caso bem típico hoje, quem sabe ele pode lhe dar uma luz. O casal é gringo.




Nós estamos juntos a mais de 10 anos e estamos hoje com 30 e poucos anos. Eu sou um cara alto, corpo estruturado, e com boa educação. Eu nunca me considerei um macho beta ou um tipo de pessoa submissa. Ela é bonita, inteligente, honesta e se importa muito comigo e conosco.

No início do nosso relacionamento, quando a gente transava, ela fala coisas como "quero mais pica por favor..." no calor da batalha, quando eu confrontei ela me disse que estava falando do meu piru. Eu não tenho a menor ideia do porquê mas isso me fez ficar com muito tesão, a ideia dela levando "mais pica" ficou na minha cabeça desde desse momento, ver a minha garota com outro cara era algo que eu queria, eu nunca toquei nesse assunto por anos, compensando a minha fantasia vendo ela se masturbar, comprando vibradores para ela, coisa que ela embarcou muito animada.

Nós começamos com vibradores pequenos até chegar nos grandões de 24 cm. Nem preciso dizer que ela atingia picos de prazer com os vibradores que eu não conseguia nem chegar perto. Isso durou por anos... com tudo isso girando na minha cabeça aceitando o que desejo. Era a hora de colocar as cartas na mesa.

Cinco anos atrás eu comecei a falar sobre o conceito de ver ela com outro homem. Deixa eu te contar... isso foi terrível. A reação dela foi ruim e ela disse "De jeito nenhum, você tá maludo!?". Depois de explicar as minhas razões por trás de tudo e dizer para ela que ela seria o foco da atenção (algo que ela sempre disse que gostava de ser durante o sexo) a reação dela continuava muito negativa. Eu estava muito confuso nesse momento porque, acredite em mim galera, algumas vezes ela me dava uns sinais estranhos ( e não era coisa da minha cabeça), como uma vez que ela estava no skype com o primeiro namorado dela na época que ele estava no exterior. Eu aproveitei a chance de incluir ele nas nossas conversas durante e depois do sexo no contexto do meu fetiche. Acredite ou não, a ideia sozinha fazia ela se transformar na cama toda vez que eu mencionava isso no ouvido dela. Outras vezes ela bloqueava totalmente e tinha uma reação tão ruim que acabava sempre em discussão.

O tempo passou desde esse período, de tempos em tempos eu trazia o assunto novamente, as vezes ela recebia bem, outras vezes recebia mal e assim aconteceu nos últimos 5 anos, o mesmo padrão.

No ano passado, do nada, ela começou a falar putaria durante o sexo, falando as mesmas coisas que dizia no início da nossa relação, mas de um jeito mais intenso e descritivo. Minha linda mulher começou a embarcar na minha fantasia, mas quando eu perguntava se ela queria fazer a reação dela era basicamente "não" junto com várias perguntas depois "E se eu gostar?"; "Você aguentaria ficar assistindo?"; "E as doenças sexualmente transmissíveis? Isso não preocupa você" - em reposta eu sempre dizia "é claro" - "Onde nós podemos achar alguém para isso? Eu preferiria um bar, eu não gosto da ideia de procurar um cara na internet!" - Eu expliquei para ela que na internet a vantagem é enorme, o fato da gente poder dizer não e parar a qualquer momento faz uma grande diferença, enquanto um cara no bar poderia reagir mal se ela dissesse "não" para alguém que poderia estar bêbado - Ela ficou calada! Nenhuma palavra por duas semanas, até que durante uma brincadeira com o vibrador ela falou "Eu quero me divertir na cama, as coisas andam muito monótonas com você durante esses últimos 3 anos, eu te amo, mas quero voltar a me divertir".

Isso foi o suficiente. Sem entender o que estava acontecendo eu fiz uma conta em uma rede social adulta de outro país. Eu tirei uma foto do pé dela sabendo que não aprovaria fotos dela online e coloquei no avatar, configurei o perfil e esperei.

Nesse meio tempo ela falava o tipo de cara que ela gostava em termos de corpo, o que mexia com ela em termos de sexo "Ele precisa ter algum cérebro, mas não muita coisa, apenas um cara com senso comum e um corpo maravilhoso", mas nunca afirmando que iria até o fim com isso.

Umas duas semanas depois um cara nos adicionou na rede social. Ele era forte, todo definido e tinha um "sorriso bonito". Eu mostrei duas fotos dele para ela enquanto ela se masturbava, a reação dela foi indescritível.

Ela aceitou fazer a certificação para o site tirando uma foto com um pedaço de papel escrito o nome do perfil, a data e o endereço do site. Foi uma foto muito conservadora eu devo dizer...
Eu devo dizer para vocês que mostrar aquelas fotos para ela transformou totalmente a situação. Ela passou a ficar falando sobre o corpo dele, sorriso, ela também contou que sonhou que estava transando com outros homens. Eu comecei a falar com ele para sentir como ele é. A forma como a pessoa escreve diz muito sobre ela na minha opinião. Ele era esperto. Escrevia com boa técnica, educado e respeitador. Eu disse isso para ela e ela ficou interessada.

Dois dias atrás o homem que adicionou a gente pediu fotos dela, era justo já que a gente sabia como ele era. Eu disse isso para ela e ontem ela fez uma sessão de fotos maravilhosa.
Ela trocava de roupas, colocou um vestido preto justinho e vestiu um salto alto muito sexy por vontade própria (sim, ela estava gata). Eu comecei pegando o telefone e tirando algumas fotos, ela não gostou das minhas fotos e pegou o telefone da minha mão. Ela começou a tirar umas selfies fazendo várias posições ( eu nunca imaginei que ela faria algo assim e como ela era boa nisso) mas nunca sendo muito sexual, eu não sei como explicar isso. Ela tirou umas fotos sensuais e sexys.
Quando ela não alcançava o botão da câmera eu perguntava se podia fazer por ela, pegava o telefone, dava uns passos para trás e tirava a foto na posição que ela queria. Durante a sessão de fotos ela dizia que as fotos eram para mim, mas fala sério, eu conseguia facilmente perceber pela linguagem corporal dela que ela nem estava pensando em mim.

Ela tirou 67 fotos, usou filtro em algumas e disse que se eu fosse mandar fotos para o cara que estava ok umas duas que ela apontou com a mão.
Eu enviei as fotos para o rapaz, ele foi muito educado e disse que ela era maravilhosa "Parabéns para os dois" ele digitou.
Eu contei para ela. Caras, ela ficou feliz! :)
Hoje de manhã ela estava olhando quartos de motéis (alto nível, nós não queremos que essa experiência seja em um lugar comum) e ela ainda dizia "Você está vendo essa cadeira? É onde você vai sentar".

Ela saiu das constantes discussões para realmente ficar interessada em fazer isso. Eu perguntei para ela o que mudou. A resposta dela foi simples "Eu estava sendo uma boba. Se para você está ok em me ver curtindo caras bonitos, com um corpo bonito, isso significa que eu não tenho que trair você, coisa que provavelmente aconteceria no futuro porque eu estava entediada com o nosso sexo. Eu pensava que podia dar conta, eu te amo mais do que tudo, mas eu estou morrendo de curiosidade de experimentar".

Minha cabeça explodiu.


(fotos são reais)






sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Vídeo Nacional: Novinha Rabuda no Estacionamento do Russo




Para quem não conhece temos aqui no RJ uma praia com forte vocação liberal. Em tese é uma praia normal, já tentaram transformar em nudismo mas não rolou. O fato de ser mais isolada torna ela perfeita para putarias e já é usada com esse fim desde a década de 80.
O principal point do local é o Estacionamento do Russo, uma espécia de chácara usada como estacionamento.

Essa rabuda casada resolveu desfilar de micro fio dental socado na frente de geral. Alguma dúvida que vão passar a pica nela? Não é a primeira vez que essa putinha GOSTOSA passa por aqui, lembram dela fazendo dogging!

Sexlog: novinha_rabuda




Negão não pode ver loirinha ou as loirinhas que não podem ver negão?

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Os amigos do seu filho morrem de tesão na sua mulher

Tem sempre aquela mãe gostosa e puta que desperta o tesão da galera. Vira a musa da turma e alvo das punhetas. A vadia adora provocar, sempre da um jeito de excitar a rapaziada. O corno manso, acostumado, nem fala mais nada, só quem protesta é o filhão.



quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Contribuição: Casal Safado quer saber a sua opinião



Não sei a opinião de vocês, mas posso adiantar a minha. Corno manso sabe escolher mulher. Além de gostosa a putinha é muito safada tirando foto pelada na rua e usando micro fio dental em público, sim, não tem foto do biquine mas da para tirar muitas conclusões com essa marquinha. Fora o corpão violão, cintura fininha com rabão.
Loirinha, rosinha, eu sei o que vocês estão pensando, enfim, quem sabe um dia o marido toma chifre de negão.

"Olá amigo, estou enviando essas fotos da minha esposa, ela é bem putinha, muito safada mesmo, já me fez de corno manso uma vez, deixei ela ir pro motel com um ex namorado dela, o safado socou fundo na minha gostosa, usou e abusou dela, a vadia adorou e eu mais ainda. Se for postar peça para comentarem por favor, adoro saber que ela é desejada. Dependendo dos comentários eu mando mais."


Puta casada de verdade já chega pelada no motel, fala a verdade! Que delícia!




O corno tirando foto e a putinha caprichando nas poses.




Olha como ela anda, mulher safada é outro nível!




Rabuda gostosa




Se oferecendo para vocês




Gosta de fazer pose, se amarra em provocar, vai vendo




Resta alguma dúvida que ela é exibida? Olha o tamanho dessa marquinha, realiza o fio dental! 



terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

O biquine cortininha vai ficando cada vez menor

Uma ótima transição para o fio dental é o biquine cortininha. Da para começar usando ele mais aberto, com o triangulo maior e conforme vai ganhando confiança é só diminuir.


Boa menina, cada vez mais socado!


domingo, 12 de fevereiro de 2017

Relato: Noivei com uma puta, mas ela não leva fé na minha cornitude

 (imagem ilustrativa)

"Eu tenho 36 anos e a minha noiva tem 28. Sexualmente falando ela tem um passado selvagem e fascinante. Ela já foi acompanhante, ia para surubas e etc. Infelizmente ela insiste em dizer que tem menos experiência com penetração do que se imagina, mas ela assume que já chupou muita rola grande. Eu meio que não acredito nela. Eu acho que ela pensa que eu vou ficar devastado se descobrir que, de fato, ela trepou com todos esses roludos. Eu não ficaria. Mas eu desisti. E esses dias ficaram no passado. Ocasionalmente ela se interessa pela ideia de ir a uma festa swing, mas ela não chega a ficar entusiasmada, e eu decidi não insistir. Se ela insistir, ai tudo bem, mas eu não vou enquanto ela não estiver 100% disposta. O ideal seria ela me lagar choramingando no canto enquanto a sua atenção ficaria toda voltada para os machos maiores e mais bonitos do que eu. Talvez ela até saísse com um desses, ou até mais do que isso, mas ela esta convencida de que eu vou ganhar atenção (e dar atenção também) para outras mulheres, e ela não suporta a ideia disso. Não importa o quanto eu insista que isso não vai acontecer, ela se recusa a acreditar.
Já que ser corno não vai rolar. Já que eu não quero perder ela, mas eu quero viver com o medo de que posso perde-la, e com a dor de saber que ela está lá fora com esses rapazes. Eu necessito de drama. Então, o que que eu faço? Nada?"



Mais um texto que eu vi em site gringo e achei interessante. Já ouvi muito esse papo e a solução não é tão simples nem tão complicada. Muitas vezes a mulher usa essa história de ciumes como pretexto, ela gosta da ideia de cornear, mas na hora de botar em prática arrega. No fim acaba usando esse argumento como escudo. Outras vezes é o corno que não passa segurança.



Bom, minha dica é simples, vai com calma, mas sempre em frente. Ela precisa de tempo para digerir essa fantasia, tempo que você teve de sobra até decidir contar para ela, fora que a fantasia é legal, mas a prática é bem diferente e sempre da medo. Vai alimentando o fetiche na cama, crie cenários de chifre com ela, compre um vibrador e batize com o nome do artista que ela tem mais tesão, vá numa boite swing sem compromisso... aos poucos os dois vão amadurecer a ideia e colocar em prática.



sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Vídeo Nacional: Loira madame chifrando em casa





Um dia normal na casa do corno. Ele arruma a sala, coloca um colchão no chão e assiste sua esposa recebendo os machos. Ela é loira e tem a maior pinta de madame, usa brincão, vários anéis e tem aquela cara de mulher com nariz empinado, o problema é a marquinha que denuncia a PUTA. Repara só como é pequena, imagina o micro biquiine que essa devassa usa na praia. 



quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Contribuição: Carnaval é tempo de chifrar



Carnaval é sinônimo de sexo e isso é inegável, basta ver as campanhas de camisinha que pipocam nessa época além da quantidade de gente que nasce em novembro. (Sim, se você nasceu em novembro é porque foi feito no carnaval).

Claro que tudo isso é verdade para os comedores, para as mulheres e principalmente para as hotwifes, mas nunca para o corno manso. Carnaval de frouxo macho beta é chifre. Todo mundo espera transar no carnaval, menos o chifrudo. O otário fica desfilando com uma gostosa do lado vendo todo mundo mexer com ela, passar a mão, dar uns amassos e em muito casos, treparem com ela.

Esse foi o caso do nosso amigo em questão. Carnaval em Olinda, a pegação comendo solta, a macharada atacando e o babaca faz o que? Leva a mulher dele para o bloco vestida igual piranha. Nem preciso dizer que tomou chifre o carnaval todo e nem punheta podia tocar porque o filho da puta ficava de vigia tomando conta se alguém ia passar.



Logo no primeiro dia ele tomou chifre de um negão. Ela foi vestida igual policial de sexshop e o babaca atrás. Escutou várias gracinhas, mas como é frouxo fazia nada, até um negão pegar a loirinha de jeito e levar ela no canto. Ali, nos becos de Olinda, foi só boquete. Claro que tinha gente passando e tudo que o merda conseguia fazer era dar um sorriso amarelo e pedir desculpas todo sem graça.



Obviamente que depois rolou motel. Preto não pode ver loirinha patricinha que já fica querendo enrabar. O negão socou até as bolas no cu da vagabunda na frente do corno manso. O otário ficou tão excitado que nem conseguia ficar duro. A piroquinha dele ficava toda babada vendo a namorada sendo currada. Com a mão na brocha ele tentava punhetar, mas mole é muito pequeno, difícil de manusear. A patricinha gritava no motel tomando no cu.

Esse casal é VERIFICADO como podem ver clicando aqui!

Sexlog: kkasalccurioso



Sendo enrabada pelo preto em pleno carnaval




Acho que alguém resolveu noivar. Corno fica logo apaixonado quando toma chifre













Vocês devem estar se perguntando " E a buceta?" Nada de buceta, o preto só queria o cu, mesmo cu que o corno manso nunca comeu!



quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Quando o corno convida aquele amigo "mais devagar"

Sua mulher morre de tesão naquele seu amigo do futebol. Ela vive flertando com o cara, provoca mesmo, mas ele nada. Sempre respeitador, com medo de dar alguma merda, nem desconfia que o amigo é corno manso.
Esse dia você resolveu convidar ele para sua casa, sua mulher tenta de tudo, mas ele se mantém na defensiva. Chega uma hora que a puta não aguenta e começa a apelar!



"esqueci, você disse que queria comer o que mesmo?"


terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

O corno cuida das crianças

Uma das vantagens de ter corno manso em casa é essa. Ele fica com as crianças no quarto enquanto você se acaba na rola do macho na sala.


Vem logo que a mamãe tá querendo um macho de verdade


Sua mulher faz isso?

Adoro decote, quem não gosta? Mas um peito fura-blusa é ainda melhor, principalmente se a vadia souber deixar as coisas ainda mais apertadas kkk



segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Contribuição: Débora Safada bota chifre e ainda humilha o marido

Esse filho da puta já tomou chifre do vizinho adolescente, da negada toda da internet, solteiro que ela catava na rua só faltava mesmo a galera da academia. Corno tem mais é que se fuder, não tenho pena de otário e o marido da Débora é o maior otário que eu já vi. Olha como ela trata o babaca. Diz que vai dar o cu e tudo e ele faz o que? Nada! E digo mais, nem punheta toca porque além de frouxo é brocha.

Ele me contava que os caras na academia ficavam rindo quando ele chegava pra buscar ela. Vocês já devem saber o motivo, até ele que é um idiota sabe. Eu aposto com vocês que esse brocha de merda chupou ela todinha quando chegou em casa.







domingo, 5 de fevereiro de 2017

Relato: Sou corno do meu irmão



Mais um relato pescado em site gringo. Achei interessante porque toca num tema delicado: família. Talvez a regra mais comum no circuito liberal é a discrição, separar o joio do trigo, família, amigos caretas, colegas de trabalho, vizinhos, toda essa turma nem pode desconfiar da vida paralela. Mas sabe como é corno. Vai falar de regras para um cara que curte ver a mulher dele dando para outro? Não vai né. Esse ai já chutou todas as regras.
A única dica que eu dou para momentos assim é manter o sigilo. Já que botou gente próxima na fantasia, não deixa ela saber que o corno sabe. E de preferência envolva gente comprometida, que vai ter tanto interesse quanto vocês de manter a coisa toda por baixo dos panos.




Nós morávamos com os meus pais, assim como o meu irmão mais velho. A gente porque tínhamos filhos e era aluguel de graça, ele porque é um vagabundo aproveitador.

Uma noite ela estava acordada até tarde e entediada. Todos os comedores dela indisponíveis. Eu estava dormindo e de repente ela me acordou perguntando, do nada, como eu me sentiria se ela trepasse com o meu irmão. Normalmente ela nem pergunta, mas obviamente essa era uma situação especial. Eu disse que ela podia fazer o que desse vontade e só tomar cuidado para que ele não fique sabendo que eu sei. Ela deu uma risadinha e saiu correndo animada direto para o porão. Alguns minutos depois eu (silenciosamente) me esgueirei até lá e achei ela fumando cigarro. Ela me disse para eu me esconder e calar a boca. Eu fiz o que ela mandou. Logo depois meu irmão saiu do quarto para beber alguma coisa. Ela sabia que ele estaria fumando maconha então perguntou se podia fumar um pouco para ajudá-la a dormir. Ele disse sim.

Fui de mansinho até a porta para ouvir. No começo só coisa chata, ela perguntando sobre a namorada dele, ele perguntando sobre o meu trabalho e coisas assim. De repente ficou um pouco quieto demais e ai o meu irmão falou "O que você está fazendo?" e também "você é a mulher do meu irmão" na sequencia ela disse "E dai? Ele tá dormindo no andar de cima". Ele protestou um pouco mais. A próxima coisa que eu lembro de ouvir foi o barulho de um zipper e ele dizendo "isso precisa ser o nosso segredinho" e ela respondeu assim "Eu não vou contar se você não contar". Ele mandou ela prometer e ela concordou. A próxima coisa que eu ouvi foi "Você é definitivamente o irmão maior (irmão mais velho em inglês é big brother ou irmão maior)". Ele riu. Ela contou para ele como ela queria dar para ele faz tempo enquanto chupava a rola. Rapidamente ficou um silencio e depois eu ouvi barulho de movimentos melados.

Após uns minutos assim ela fala "Eu preciso disso dentro de mim". Ele disse "sob ai". Isso foi seguido por uma gemida leve dela e barulho de colchão. Logo o barulho foi ficando mais rápido, teve um momento de muita intensidade, e depois de um longo tempo ela gozou e as coisas foram acalmando aos poucos.

Eu não tinha certeza se tinha acabado, então eu me afastei um pouco da porta no caso de ter terminado. Não tinha acabado. De repente eu ouvi movimentos e ele disse "gira e fica de quatro para mim". Uns segundos depois tudo que eu podia ouvir era o som de tapas na bunda e ela implorando para ele fuder ela mais forte. Ela gozou novamente um pouco depois e as coisas acalmaram novamente até eu ouvir o som molhado típico de boquete.

Uns minutos depois ela disse "Eu posso cavalgar novamente?" e ele disse "claro". Com certeza eles estavam indo devagar e ela começou a falar e gemer de leve. Ela estava dizendo para ele que o máximo que eu consigo durar são dois minutos e depois cair no sono, ou até pior, apenas dormir. Dizendo como ela estava precisando de uma trepada de verdade com um homem de verdade. A voz dele parecia desconfortável com o assunto no início, como se esse papo fosse pesado demais para ele. Mas ele não estava desconfortável. Ele estava tentando não gozar porque depois que ela disse para ele que queria ser a sua putinha (little fuck toy)  transando escondido da namorada dele e do meu marido ele balbuciou "você vai me fazer gozar". O que ela respondeu? "Goza dentro!" Eu pude ouvir ele rugindo enquanto gozava dentro num som misturado com as gemidas do último orgasmo dela. Ela perguntou se podia limpar o pau dele seguido por um barulho de boquete babado. Então ela disse "obrigada, agora eu vou me masturbar com a sua porra". A única coisa que ele disse foi "por favor, não conta para o meu irmão" enquanto ela saía.

Em silencio eu segui ela de volta para o nosso quarto. Normalmente eu não perco a chance de limpar a buceta gozada dela, mas dessa vez eu realmente não queria fazer. É o meu irmão. Ela ficou tão puta com isso até o ponto de deixar claro que ela não continuaria colaborando com as minhas fantasias de corno se eu continuasse seletivo com relação as coisas. Eu não fiquei feliz, mas não queria arriscar perder a minha limpeza e privilégios, então meio que fazendo careta eu comecei a lamber. Ela percebeu que eu não estava gostando, pegou minha cabeça e enfiou minha cara na buceta falando para mim "sente o gosto de um homem de verdade, viadinho!".

Quando chegou nesse ponto eu fiquei tão excitado, bebi até a última gota e chupei ela até o orgasmo. Finalmente ela disse que eu me comportei bem e que podia fuder ela. Assim que eu escorreguei para dentro dela, senti ela super larga e molhada, ela dizia que não conseguia me sentir. Durante os próximos três minutos ela me xingou de tudo quanto é nome e me disse o quanto o pau dele é melhor do que o meu. Eu gozei quando ela me contou que no segundo grau ela se masturbou vendo ele comer a namorada uma vez. Eu tinha dormido e aparentemente ela conseguia ouvir pela parede.

Isso foi a quase 5 anos atrás. Depois disso nós já saímos da casa dos meus pais, e ele também. Ele ainda come ela com frequência, normalmente quando as crianças estão na escola e eu no trabalho. Pelo menos uma vez a cada quinze dias. Toda vez que ela precisa de uma carona e eu estou com o carro ela liga para ele e chupa o cacete dele durante a carona. Quando eu pergunto para ela porque ela faz com ele e não faz coisas assim comigo, ela responde dizendo que eu não iria entender. Que ele é gostoso e macho e isso faz ela querer dar prazer para ele. Comigo ela não se sente assim porque eu não tenho atitude suficiente e porque só a ideia de ter que ficar brigando com o pouquinho de piru que fica para fora da calça tentando me chupar faz ela se sentir mal. Meu pau é tão pequeno que ela nem consegue ficar subindo e descendo com a cabeça, apenas engole e brinca com a língua, sugando igual uma mamadeira de bebe.

Até hoje ele não faz ideia que eu sei de tudo. A única diferença é que ele deixou de se sentir mal com isso. Pelo contrário, agora ele manda mensagem para ela perguntando se o irmão viadinho está por perto quando ele tá afim de comer ela.