Ostentando a tentação que é a SUA mulher. (Antigo PÉS E CORNOS)

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Relato: Desafiou a esposa, acabou virando corno

Esse é mais um relato, real, de um casal gringo que eu estou traduzindo para vocês. O marido nos conta como foi a primeira experiência deles no fetiche corno/hotwife.

Achei muito legal como tudo aconteceu. Ao invés de marcar com um rapaz da internet em um motel, eles fizeram tudo de uma forma muito mais natural e, diria até, divertida. Fica essa experiência como dica para os iniciantes e também para os casais mais experimentados.

"Eu estava disposto a fazer isso já a muito tempo, mas a minha mulher concordava apenas em fantasiar me contando histórias durante o sexo, simulando que saiu e depois voltou pra casa me fazendo chupar sua buceta enquanto me contava sobre como outro cara comeu ela, esse tipo de coisa. Até que eu sugeri uma forma onde a gente poderia fazer isso de verdade e ela concordou. E foi maravilhoso. Nós sempre brincávamos quando estávamos na rua que eu ia pegar o carro e voltar para casa sem ela, e ela sempre respondia "como se eu não conseguisse voltar pra casa sozinha". Então eu sugeri da gente fazer isso. Duas noites atrás nós estávamos em um bar e ela não estava com a bolsa dela (quando a gente sai normalmente  eu coloco sua identidade na minha carteira caso ela precise, ela tem 35 anos, mas constantemente é barrada porque ela aparenta bem menos). Eu perguntei a ela se ela estava disposta a colocar a teoria dela a prova, se ela conseguiria de fato uma carona para casa. Ela já tinha bebido um pouco e eu pude ver o brilho nos seus olhos, ela me disse que ia tentar. Eu devolvi sua identidade (mas fiquei com todo o dinheiro), me levantei, beijei ela na bochecha e sussurrei "pelo jeito você vai ter que arrumar um jeito de pagar sua carona pra casa". Ela apenas ficou ali sentada e sorriu para mim. Eu dirigi de volta para casa com uma baita ereção, pensando em como ela estaria se saindo. Cheguei em casa e os pensamentos não paravam. Fiquei constantemente checando meu celular, mas nada de mensagem dela. Um pouco mais tarde, conforme eu já imaginava, eu já estava querendo ligar para ela para saber se está tudo ok. Um carro estacionou em frente a minha casa. Ele desligou o farol, mas o motor continuou ligado. Eu fiquei no escuro olhando pela janela, imaginando quem era até o meu telefone receber uma mensagem. Eu olhei e era um numero desconhecido. Desbloqueei minha tela e li isso: "Ela vai pra casa daqui a pouco". Meu coração pulou pela boca e eu senti uma pré ejaculação pingar do meu pau. Eu fiquei ali na janela torcendo para conseguir ver alguma coisa, era um carro pequeno e não estava balançando então eu pensei que ela não deveria estar trepando, mas o que estava rolando então? Poucos minutos depois a porta do passageiro abriu, ela saiu, se inclinou e falou alguma coisa para o motorista, fechou a porta e saltou a calçada em direção a porta. A gente se encontrou na porta enquanto o carro ia embora. Eu abri a porta e ela imediatamente jogou seus braços envolta do meu pescoço e enfiou a linguá dentro da minha boca. Eu tentei evitar, mas ela me segurou firme e me fez experimentar o gosto... Ai meu Deus, eu estava sentindo o gosto dele não estava? Eu abri os olhos e vi ela armando um sorriso malicioso."Eu te disse que eu conseguia dar meu jeito de chegar em casa. Espero que não esteja bravo". Eu balancei a minha cabeça fazendo "não" enquanto ela pegava a minha mão e coloca por baixo da sua saia. É claro que a calcinha dela não estava lá. Eu perguntei onde estava a calcinha e ela me disse que deu para ele como souvenir. Nessa hora eu notei o quanto ela estava molhada. Eu tentei perguntar para ela se ela transou com o cara, mas eu mal consegui balbuciar a pergunta. Ela sorriu "não, mas eu disse para ele que tem sempre uma próxima vez. Vai TER uma próxima vez, certo?"Eu fiquei ali, parado, olhando para ela sem muita certeza se eu estava entendendo bem, mas balancei a cabeça concordando. Ela pressionou o corpo dela contra o meu e sussurrou no meu ouvido "Ótimo, porque eu acredito que nós queremos muito isso, mas nesse exato momento eu quero a sua rola dentro de mim". Eu levei ela para sala de estar, girei ela nos braços e deitei ela no braço do sofá. Nós dois gozamos em tempo recorde.
Agora eu tenho o número dele e eu preciso mandar uma mensagem para ele ficar sabendo quando vai ser a próxima vez. Torço para que seja logo."



(imagem ilustrativa)


4 comentários:

  1. A foto ilustrou bem, rs... Bom relato

    ResponderExcluir
  2. quando minha noivinha de apenas 17 aninhos loirinha e sapeca me contou que já havia mamado na pica de um mulato casado do escritório que ela era estagiária, eu sabia que logo minha querida ia levar leite quente de outro homem dentro dela e ...logo logo aconteceu

    ResponderExcluir
  3. Que conto delicioso,foi exatamente assim que aconteceu comigo e meu marido,a unica diferença é que ele não foi embora e sim ficou vendo como era minha reação com os homens na balada que estávamos,depois fui para um motel com o cara e ele foi embora pra casa

    ResponderExcluir
  4. Qual eh esse casal? links pf

    ResponderExcluir