Ostentando a tentação que é a SUA mulher. (Antigo PÉS E CORNOS) CONTRIBUIÇÕES: CORNOSTENTACAO@GMAIL.COM

sexta-feira, 18 de junho de 2021

Vídeo Nacional: Tatuagem de chifradeira estratégica

 


As vezes o casal quer fazer uma tatuagem de hotwife como a dama de espadas, mas fica com medo de serem reconhecidos pelas pessoas erradas, como parentes por exemplo. Esse casal arrumou a solução, fez a tatuagem bem no triângulo do biquine, mesmo usando o fiozinho que ela gosta a tatuagem não aparece. A gente sabe que puta casada soca fio dental até em churrasco da família, elas odeiam biquine grande, mas desse jeito a tatuagem só aparece quando a chifradeira fica peladinha.


Olha que visão incrível pro corno e para o comedor. Bumbum bonito, marquinha de puta e tatuagem de chifradeira



Chifrando com o cu pra mostrar que é dama de espada completinha

quinta-feira, 17 de junho de 2021

Contribuição: Festa de corno

 


Se uma casada com manso já faz a festa sozinha imagina quando junta 3 no motel com vários machos. Três casadas, gostosas e vadias se acabando na rola dos comedores, levando pirocada de todos os lados, devidamente registrado pelos chifrudos. 


Será que tá gostando de meter chifre?



Chifradeiras trabalhando em equipe



Chocólatra



Imagina o gosto de piroca na boca dessa hotwife, o corno não precisa imaginar né kkk





Macharada fazendo fila na esposa do corno brocha





Multifunção




Unha de puta e tornozeleira de chifradeira




Em mulher de corno manso sempre cabe mais um



Aguentando o negão na valentia



Calma galera que tem mulher casada pra todo mundo




Gozada na boca das duas



A fome de porra que elas tem



quarta-feira, 16 de junho de 2021

Contribuição: Puta casada só anda na moda chifre

 


Loira da ilha é figura carimbada aqui no blog, afinal de contas é uma puta casada com corno, meu site é a sua casa, e nem preciso falar pra ela ficar a vontade porque ela está sempre a vontade, usa em público roupas que muitas mulheres não tem coragem de usar dentro de casa, é a moda chifre que a gente tanto adora


Saia sem calcinha pra dançar até o chão



Não usa calcinha e sutiã!



Senta de perna aberta, olhar quem quer kkk



Nunca usa calcinha, mas quando usa faz questão de mostrar, o garçom agradece




Shortinho de puta casada socado no meio da bunda, perfeito pro corno andar de mãos dadas na rua



Imagina sua mulher assim na loja hahaha tem que ser muito corno



Mostrando pro marido as marcas que o macho deixou, agora o otário se quiser transar com a esposa vai ter que ficar lembrando dos chifres que tomou



terça-feira, 15 de junho de 2021

Vídeo Nacional: Comedor bota casada patricinha na coleira e esculacha o marido



 Esse maluco é macho alfa, pode não ser o comedor mais bonito ou mais em forma, mas sabe tratar mulher de corno na frente do chifrudo. Esculachou os dois, botou a puta toda arrumada e produzida, com as roupas que o merda do marido comprou, pra andar de 4 igual cadela, meteu com força, mandou a puta fazer sinal de chifre e xingou muito o marido, foi o pacote completo!


Atenção! Só assista esse vídeo se puder abrir o áudio, no mute não vale a pena!



segunda-feira, 14 de junho de 2021

Vídeo Nacional: Brasileira casada chifrando com negão gringo SEM CENSURA

 



Jennyfer é brasileira, mas mora nos EUA. Ela faz conteúdo pornô abertamente, sem censura, tanto nos ensaios sensuais quanto na putaria hard. Suas amigas de swing todas tem perfil na internet e sempre postam as festinhas, uma putaria do caralho literalmente. No meio de tanta gringa ela se destaca com o rabão made in brazil, marquinha de puta e pele bronzeada, da um toque de brasilidade no swing americano.

Nesse vídeo não tem swing, não tem troca, ela faz o que toda hotwife americana sonha: experimentar um BBC! Mete com o preto enquanto o marido filma, do jeito que tem que ser. Ela é muito gata e gostosa, o negão tem rola cavalar, vocês vão adorar

Twitter: @Brazilianiron

 Onlyfans: @Brazilianiron


Para quem não está conseguindo ver os vídeos clique aqui e aqui



domingo, 13 de junho de 2021

Conto: Vida de modelo

 

(imagens meramente ilustrativas)

Sempre fui afim da Julia, desde novinho. A gente mora na mesma rua, crescemos na mesma galera. Ela toda bonitinha, mas nunca chamou muita atenção, provavelmente por causa da sua cor, qualquer menina branquinha ganhava mais ibope da galera. Eu não, adoro preta e mulata, sempre foi meu tesão, a Julia é do tipo mais clarinha, pele marrom chocolate ao leite, cabelo afro quase ondulado.

A vida de modelo começou cedo, ainda criança era sua brincadeira favorita organizar desfiles com as amigas, tirava fotos com o celular do pai usando maquiagem da mãe, essas coisas. Depois de encher muito o saco dos pais fez um book e entrou para um agência. No começo só pintava trabalho simples, foto pra panfleto, cartaz, evento infantil e etc. Mas ela ficava no céu, adorava, se sentia a artista.

A idade foi chegando e a menina não crescia, entrou na puberdade e estagnou com 1,58 m de altura, tava na cara que nunca seria modelo com esse tamanho, mas continuava firme e forte. Quando não tinha trabalho postava fotos bonitas nas suas redes sociais, percebeu rápido que a audiência crescia quando eram de biquine. Parece mentira, mas é assustador a quantidade de trabalho que aparece envolvendo lingerie e biquine pras meninas ainda adolescentes, eu ficava de cara.

Ganhando corpo e seguidores a carreira dela foi tomando um rumo bem definido, como não podia ser modelo de passarela, investiu em fotografia com ênfase mais sensual. Seus trabalhos quase sempre eram roupa de academia, moda praia e lingerie, as vezes pintava uns trabalhos divulgando maquiagem, cabelo e roupas pro mercado afro, principalmente depois que ela colocou as trancinhas nagô, ficou linda demais. Foi nessa época que a gente começou a namorar, ela deveria ter uns 15 anos.

Eu via tudo isso como um hobby, ela falava em fazer faculdade de nutrição e, para mim, esse era o plano "A", mas na cabeça dela era o contrário, ser modelo ainda era a meta principal. Lembro bem quando chegou um convite no direct do instagram, era um rapaz bem novo, cheio de marra, eu não sabia se ele tava fazendo uma proposta de trabalho ou dando em cima dela. Por fim descobrimos que era um moleque funkeiro querendo gravar um video clip. A proposta era bem baixa, a produção artesanal, filmada com celular, mas ela aceitou mesmo assim. Ficou o dia inteiro filmando, o trabalho era basicamente rebolar, ela e as meninas rebolavam de shortinho, vestido curto e biquine fio dental, ele ficava no meio igual um cafetão mirim fingindo que cantava a música.

Menos de um ano depois a coisa virou, eu não fazia ideia, acho que ninguém fazia. O video clip se tornou meme, a música fez sucesso e o perfil dela no instagram triplicou de tamanho. Agora ela passou a receber vários convites para video clip de funk ostentação. Uma das coisas que ajudou a alavancar o perfil dela foi uma foto que o moleque postou abraçando a Julia com mão na bunda dela, geral pensando que o pirralho meteu a piroca na novinha. Para mim o maior problema foi que isso virou moda, todo videoclip que ela filmava tinha umas fotos de bastidor com ela sentada no colo de um, ganhando beijo no bumbum de outro, mão na bunda era mato.



Esse jeito saidinha dela ajudou muito na carreira e por isso era difícil confrontar. Todo rapper ou funkeiro chamava ela pra ficar rebolando nos clips e quase sempre ela ganhava uma posição de destaque. Conforme ela ficava mais velha o rabo aumentava, a coxa engrossava, super bem feita de corpo, sem exageros. Tava ficando mais gata também, meus amigos que esnobavam ela na infância agora ficavam mandando mensagem privada na cara de pau, nem imaginam que eu lia tudo.

Mesmo acostumado com a minha namorada exposta desse jeito foi difícil aceitar os trabalhos que ela começou a fazer com 18 anos. Primeiro um clip de funk onde ela rebolava no pau de geral, uns 5 no total. Na época deu até um bafafá porque na cena da piscina alguém congelou um frame onde dava pra ver nitidamente a rola dura do MC encostando no rabo da Julia que rebolava de fio dental se acabando de rir. Se isso não fosse o bastante chamaram ela pra gravar um clip de pagode mela cueca (até ai tudo bem, já fez coisa pior) a merda dessa vez foi a locação, eles foram gravar num motel e só tinha ela de mulher! No clip tinha cenas românticas com o vocalista, muito beijo na boca seminua na cama e até pelada na banheira coberta apenas pelas espumas.



Quando eu fiquei sabendo disso minha primeira reação foi ficar puto, muito puto. Se ela ia sozinha no motel porque não me chamou pra acompanhar a filmagem? Depois eu confesso que senti um pouco de tesão imaginando ela de lingerie no motel cercada por um bando de macho. Meu pau ficou duro pensando nisso, é um sentimento muito estranho, tesão com vergonha, me sentia mal e ao mesmo tempo excitado.

Nessa altura do campeonato a gente se via uma vez por semana, as vezes uma vez a cada 15 dias. No dia do nosso encontro eu falei sério com ela, disse que estava passando dos limites, que eu entendo a profissão de artista, que nudez faz parte, beijo técnico também, mas sarrada com rola dura é foda, ficar no motel sozinha com um bando de homem é um pouco demais. Ela, super tranquila, falou o óbvio "na boa, você realmente acha que o cara vai ser profissional suficiente pra não ter uma ereção levando bundada de shortinho ou fio dental?". Resignado eu disse que "não". E realmente, complicado não ficar de pau duro. Ela disse que sempre foi assim, desde o primeiro trabalho sempre esfregaram rola dura nela, mas ela não ligava, tem nada demais.

Durante o jantar ela foi me contando as coisas com bastante franqueza, eu fiquei calado chocado. As histórias das amigas dela eram ainda piores, uma loirinha que sempre gravava com ela, aloprava nas filmagens. O mais triste é que o namorado da menina é super gente boa e normalmente ia nas gravações. O cara é gente boa até demais, ela me contou que a menina chupava rola dos MCs, tocava punheta, trepava com a equipe toda nas festinhas depois das gravações e o namorado sempre apoiando. Ele sabia que isso é fundamental pra ter sucesso nessa carreira e ganhar oportunidades. Pelo rumo da conversa tava ficando claro que a Julia esperava de mim a mesma coisa, mas eu cortei logo o assunto com medo do que poderia ouvir.

Depois do jantar a gente foi no motel, eu nem percebi, ou foi meu subconsciente, sei-lá, só sei que fui pro motel do videoclip de pagode. Percebi quando ela pediu a chave do 302 e disse com um largo sorriso "foi nesse que a gente gravou!". O sangue subiu, minha boca secou, ela viu a cara que eu fiz, mas me tranquilizou falando que seria divertido, que me contaria tudo que rolou naquele dia.

A gente tava transando naquela cama enorme, ela cavalgando em cima de mim, sua posição favorita, adora comandar. Eu só pensava no videoclip e nas cenas dela namorando outro macho naquele mesmo lugar. Meu pau duro como pedra, me sentia muito mal. Ela contou que os rapazes foram respeitosos, tinha até um biombo pra trocar de roupa, mas como já tá acostumada com essas coisas andava de lingerie na frente de todo mundo. O vocalista tirou muito casquinha, quando terminaram a cena na cama a cueca dele estava toda melada, quando ele tirou o lençol de cima e se levantou geral caiu no riso vendo a cueca babada.

Na cena da banheira ela tirou o roupão e entrou peladinha, até ofereceram fazer a cena de lingerie, mas ela disse que não queria estragar a peça (no final sempre ganha as roupas). Desinibida do jeito que é, entrou com toda calma na banheira e fez a cena despreocupada se a espuma era suficiente para esconder o que devia. Depois da cena ela resolveu brincar com os rapazes. Um deles falou pra ela que o Batata (um negão gordo de 1,86 m que tocava pandeiro na banda) é tarado por pezinho. Se tem uma coisa que faz sucesso nas redes sociais da Julia é foto do pezinho 35. Lindo, moreno e perfeitinho, recebe tantos elogios que passou a usar tornozeleira.



Depois de um tempo sozinha na banheira ela falou bem alto no quarto "nossa, pra ficar perfeito só falta agora uma massagem no meu pezinho!". Quando a galera ouviu isso caíram na risada "alguém falou pezinho? ih assim vai matar o Batatinha!" e toma risada. Não deu outra, o negão foi lá, disse que faz a massagem com prazer. Ela já tinha sacado a dele durante a gravação, geral olhando o rabo dela de calcinha e o gordo vidrado no pezinho. Enquanto ele massageava a espuma foi se arrefecendo até quase sumir, a marquinha de biquine fio dental dela é tão forte que parece uma lingerie branca. Ela não curte raspar tudo, a buceta tem pelinho tipo bigode, o bico é marrom claro, faz um contraste enorme com a marquinha.

Julia percebeu que o Batata fazia massagem mas olhando pro corpo dela. Com o outro pé livre sentiu a bermuda dele, a rola tava durassa. Ele não quis saber de perder tempo, botou o pau pra fora e começou a esfregar no pezinho dela. Ela disse que o cacete do preto era maior que o pé dela. Batata esfregou sem parar até encher tudo de porra. 

Eu ouvindo isso com ela montada, cavalgando devagar, quase gozei, ficou nítido que me dava tesão, não deu pra disfarçar. Perguntei pra ela porque tava fazendo isso, porque chegou nesse nível. Ela lembrou da loira e disse que é normal, que elas sempre procuram perceber quem tá dando condições pra elas e investe, é a melhor forma pra receber novos convites. Ela falou que ele entrou em contato com ela dois dias depois perguntando se ela não tá afim de desfilar pela Mocidade. Fiquei chocado, só um gozada no pé abria tantas portas, mas ela disse que não, falou que mamou a rola dele no mesmo dia, na frente da equipe toda, que vai marcar de meter com ele quando voltar de turnê, disse que não é o único que come ela, tem produtor, diretor de video clip e até câmera ela já teve que mamar nesses anos de trabalho.

Eu gozei tão forte que seria ridículo da minha parte proibir alguma coisa. Hoje em dia ela me conta todos os detalhes de todos os trabalhos. Infelizmente não deve rolar o desfile por causa da pandemia, mas o Batata continua comendo ela e vai tentar novamente ano que vem. Ela e a loirinha estão bombando nas redes sociais, até jogador de futebol já comeu a amiga, quando eu encontro o namorado da sem vergonha a gente se olha e isso já basta, é como se a gente entendesse mesmo sem falar uma palavra, a felicidade do corno manso estampada no sorriso largo.

sexta-feira, 11 de junho de 2021

Vídeo Nacional: Loira casada nível panicat esfregando o cu na rola preta

 

Olha a mão com aliança, advinha qual mão ela usa pra segurar a jeba?


Olha o nível dessa loira pqp! O marido é muito corno, afasta a calcinha e manda a puta piscar o cu na rola cavalar do preto. Ela com a cervejinha na mão, marquinha de vadia piscando o cu, dando "beijinhos" na piroca negra. O comedor esfregando o cacete mais duro que cassetete de PM. O vídeo acaba muito cedo, mas a gente sabe, loira patricinha casada com manso só mete sem camisinha com a negada



quinta-feira, 10 de junho de 2021

Vídeo nacional: Juliana é um depósito de porra e orgulho do marido

 

O manso parado filmando a esposa no chão esperando a gozada 5 machos na cara dela, imagina uma porra dessas, é muito corno mesmo! Fora que essa casada safada deve ser uma esfomeada kkk



quarta-feira, 9 de junho de 2021

Contribuição: Hotwife com roupa de chifradeira mostra que só melhora com a idade

 


"Olá. Somos um casal na faixa dos 40 anos. Já fomos muito ativos no meio liberal de 2000 a 2010, sempre conhecendo gente nova e realizando nossas fantasias.

Fomos diminuindo gradativamente as atividades por motivos de filhos e idade, porém sem nunca perder o interesse em ménage masculino.

Transamos muito, quase todos os dias, sempre utilizando essas fantasias para apimentar nosso sexo. Mesmo sem estarmos praticando muito, quando é possível (raramente) ainda vamos ao Inner ou saímos à barzinhos e ela nunca deixou de ser essa mulher oferecida e gostosa que tanto gosto de ver e compartilhar.

Recentemente descobri ao acaso seu blog e adorei. Muito bem feito, bem escrito e com uma ótima seleção de posts, me identifiquei de imediato e adoro acompanhar as postagens diariamente.

Sou corno assumido, e adoro demais vê-la se mostrar cada vez mais puta. Desde jovem meu sonho sempre foi ter uma hotwife e estamos juntos a quase 30 anos. Tive muito tempo pra ir lapidando essa gostosa a perfeição.

Saímos bastante para passear, e ela sempre com roupas cada vez menores, totalmente moda chifre, (Ropahara total) apenas para ela mostrar esse corpo gostoso e deixar os machos de pau duro. Em nossas fantasias eu sou apenas o maridinho que arruma a cama e limpa a casa pra chifradeira trazer os amigos pras festinhas.

Estou enviando algumas fotos para os fãs do blog verem como ela se mostra. Essas roupas são as que ela usa pra sair mas também como ela fica em casa, toda puta, se mostrando pra mim. Nunca fui de tirar fotos, comecei apenas com o intuito de enviar ao blog.

Pretendo colaborar frequentemente com as roupas e poses mais tesudas para deixar a macharada do blog babando, sabendo que essa puta está sempre disponível, mostrando esse corpo gostoso enquanto eu, o corno, pago as contas e arrumo a casa todo feliz.

Após conhecer seu blog até providenciamos uma tornozeleira de pimenta, para todos saberem a puta fácil que ela é. Estamos em negociação de fazer a tatuagem de dama de espadas e futuramente um silicone nos seio"


Corno sabe escolher mulher, todo mundo sabe, e aqui temos mais um exemplo. Depois de tanto tempo de casados ela ainda está gostosa devendo nada pras novinhas, tem um rabo incrível e ainda desfila usando moda chifre endurecendo a rola da galera. Hotwife é um investimento pra vida!


Olha o corpo dessa casada safada! Vestido embalado a vácuo



Aposto que ela anda sem calcinha, mas nesse caso fica bem melhor com fio dental, vestido assim marca tudo, geral sabe que a casadinha tá com um fiozinho socado por baixo do vestido



O problema, que dizer, a vantagem da mulher rabuda é que o vestido fica subindo toda hora, mas pelo jeito da putinha safada aposto que ela demora pra ajeitar



Ele tá querendo botar silicone, se depender de mim continua assim, adorei o peito dela! Vestido de puta sem sutiã já viu né, farol aceso toda hora



O corno falou e é verdade, está bem desinibida, perfeita pra andar de mãos dadas na rua



terça-feira, 8 de junho de 2021

Conto Erótico: Vida de macho beta

 


Sou casado há 14 anos, vivo há 12 em castidade, sempre fui tímido, introvertido, baixa autoestima, nunca fui bonito, sabe tudo isso para um homem é a pior combinação, que garota vai querer namorar um cara assim? então na escola quem iria se relacionar comigo, sem nem saber falar com uma mulher eu sabia? então andava de cabeça baixa, recolhendo a minha pequenez, sempre tive medo de chegar nas mulheres acho que por isso ela me escolheu, ela é mais velha, 15 anos a mais, eu tinha 18 e ela já com 33, então muito experiente e sempre foi dominadora(que eu só fui saber quando comecei a namorar com ela, lógico), nos conhecemos numa livraria que eu trabalhava, ela chegou me pedindo informação, ela era/é muito bonita e imediatamente minha timidez bateu, olhei no rosto dela e instintivamente baixei a cabeça, respondi pra ela sem olhá-la nos olhos, claro que ela percebeu essa timidez, minha falta de iniciativa, minha fragilidade, com certeza nesse momento, ela viu que eu daria um ótimo capacho pra ela, tal qual foi minha surpresa, quando uma semana depois ela me convida pra sair, se ela tinha dúvidas da minha patética falta de masculinidade, nesse dia ela teve certeza, minha resposta foi o de abaixar a cabeça e fazer um aceno que sim. então começamos a sair mais vezes, e começamos a namorar, com ela sempre tomando as redeas do relacionamento, dizendo o que eu tinha que fazer e o que eu não podia, já era os sinais que ela era dominadora, não deixava eu conversar com nenhuma outra mulher que se aproximava de mim, no inicio achei que fosse só ciúme, mas depois provou-se que também era marcação de território, com um ano de namoro ainda não tinha dado nenhum amasso nela, então tudo eu dependia dela, quando eu a beijava e tentava colocar a língua ela me afastava e dizia que não queria mais e aquilo mexia comigo, porque eu sabia que se terminasse com ela, eu não iria conseguir outra ainda mais linda como ela, então eu comecei aceitar essa condição, mas eu ja amava ela, essa dependencia é bom pra mim, porque eu tenho a sensação que sem ela eu perco o rumo, apesar dela nunca ter deixado eu tocar ela, vê-la nua, eu sinto que o meu amor por ela é acima disso e eu sei que ela me ama, pelo cuidado que ela por mim e ela sabe que não vai encontrar outro submisso igual eu, que faz sempre as suas vontades. Certo dia, ela perguntou se eu já tinha visto uma vagina ao vivo, eu falei que não, somente vi em filmes pornô (isso foi outra coisa que ela tirou, ela sempre diz que o homem sempre tem que deixar seu sêmem dentro da mulher, nunca ser desperdiçado no chão, por isso ela odeia que homens se masturbem ainda mais vendo pornô), então perguntou se eu era virgem, eu disse que sim, perguntas que ela já sabia as respostas, enfim, disse que ia tirar minha virgindade, mas foi ai que começou o meu processo de engaiolamento, quando ela me pediu pra tirar a roupa, foi ai que ela viu meu penis, a primeira reação dela foi começar a rir, depois começar a me humilhar, me diminuir, por conta do meu pênis, pela minha falta de reação amou ainda mais minha submissão, depois do acesso de risos ela simplesmente falou que o meu pênis era nojento, dizendo que era ridículo uma mulher ter que passar esse martírio de ter que ser penetrada por um penis ridículo desse tamanho, eu simplesmente ouvia aquilo de cabeça baixa, era humilhante mas eu inexplicavelmente sentir um tesão naquelas palavras que saiam da boca dela, foi nesse momento que ela decidiu que eu ia permanecer virgem e disse que ia me engaiolar, no começo eu retruquei, mas ela me deu um ultimato, dizendo que se eu quisesse ficar com ela teria que ser nessas condições, então ponderei e como um bom submisso acatei. No início complicado, ficar enjaulado, sempre querendo me libertar, choramingava pedindo permissão pra gozar, no início não foi castidade permanente, ela comprou pra mim uma vagina de látex, então ela me soltava para que eu pudesse "comer" essa vagina e tinha um tempo limite que eu deveria gozar, se eu não conseguisse nesse tempo, ficava sem gozar, esse era o treinamento me preparando para a frustração de não gozar e me preparando para o caminho que sigo hoje, depois de um ano ela cortou totalmente, foi um processo gradual, não foi de uma vez até pra eu ir já me acostumando com a ideia. Então estou há 12 anos sem gozar, estou engaiolado há 13 anos, passo 24/7 dias da semana preso, tiro uma vez por mês pra lavar e fazer a higienização, ela mantém a chave do meu dispositivo no pescoço como um cordão, não me deixar gozar, me deixou mais focado e sempre olhar as necessidades dela, sou um bom marido por causa disso, ela atualmente está pensando em estragar meu pênis, me deixar broxa, mas isso é um pensamento mais pra frente.  Com a minha castidade, comecei a ser corno, ela começou a ficar com outros homens, ela ficou grávida e hoje temos 4 filhas lindas. Eu a Amo e ela também me ama e amo nossas filhas. No início ela, quando ela começou a buscar prazer fora de casa, ela deixava todos os amantes gozar dentro dela, independente do local, podia ser dentro da vagina, do cu ou boca, não importava ela deixava gozar dentro, mas tem uns 6 anos pra cá, ela não sai mais com homens brancos, depois que tivemos nossas filhas, ela fez ligamento das trompas, e sai agora apenas com homens negros, sim ela é uma Queen of Spade e tem até uma tatuagem no tornozelo de dama de espadas e usa também uma tornozoleira e tem uma tatuagem no coccix escrito WifeToy e tbm no seio esquerdo tbm escrito WifeToy (depois vc pesquisa o significado do termo) e sim ela permanece deixando eles gozar dentro, como ela disse, sêmem tem que ser jogado dentro da mulher e ela gosta de voltar gozada pra casa. Então é isso, essa minha história e da minha esposa


Enviado por um fã do blog